Como fazer um bom currículo: 8 dicas para um currículo impecável

Como fazer um bom currículo: 8 dicas para um currículo impecável

Como fazer um bom currículo: 8 dicas para um currículo impecável

Escrever errado, fontes extravagantes, falta de informações relevantes, fotos não profissionais? Estes são apenas alguns dos detalhes que podem deixar seu currículo ruim. Assim como um cartão de visita, este pedaço de papel define a imagem do candidato. Portanto, um profissional que não sabe como se apresentar adequadamente dificilmente atrairá o interesse de uma empresa, mesmo que tenha uma carreira sólida e uma formação acadêmica invejável.

Neste artigo, reunimos algumas dicas de montagem de currículos para ajudá-lo a evitar ficar de fora de processos seletivos. Confira.

Seja objetivo

Coloque-se no lugar do seu recrutador. É comum que empresas, especialmente as mais conhecidas, recebam dezenas de currículos todos os dias quando uma vaga é anunciada. Com tantas opções para escolher, o que eles menos desejam são duas ou três páginas de um currículo cheio de experiência e tópicos que não são relevantes para o trabalho.

Ao organizar as informações, certifique-se de facilitar para o avaliador ler e interpretar. Inclua apenas cursos, experiências profissionais e formações que sejam claros e relevantes para o trabalho. Por exemplo, se você está concorrendo a um emprego ou estágio em administração, um curso de teatro não ajudará a conseguir o emprego.

Insira fontes e tamanho adequado

A objetividade de um currículo se reflete em seu tamanho. Não há uma regra oficial sobre o número certo de páginas, mas idealmente não mais do que duas. Em termos de formatação, use fontes fáceis de ler, como Arial, Verdana e Times New Roman, tamanho 12 para texto e 14 ou 16 para títulos e subtítulos, e use as configurações de cores automáticas do seu processador de texto. Todas as informações devem estar bem espaçadas e utilizar um layout mais limpo. Se o currículo for impresso, use uma folha A4 branca.

Muitas profissões, como o design, candidatos mais irrelevantes que demonstram suas habilidades criativas com um bom portfólio virtual e um currículo inovador têm uma vantagem. Se você não estiver se candidatando a um desses trabalhos, mantenha-se fiel a um formato mais tradicional para evitar erros.

Priorize informações importantes

Insira todas as suas informações básicas como: educação, experiência profissional e cursos. O mais importante: Não minta. Você pode se testado em alguma avaliação.

Não destrua sua imagem profissional. Mesmo que você pense que não tem as qualificações certas, a empresa pode ver algo mais em você. E nada é mais valioso do que profissionais confiáveis.

Todas as informações do seu currículo devem ser apresentadas na seguinte ordem:

  • Dados pessoais

Aqui você vai inserir todos os seus dados pessoais e formas de contato com a empresa. Os dados mais importantes são seu nome completo, data de nascimento, endereço, cidade e país, assim como seu telefone fixo e celular, e-mail e redes sociais caso você deseje compartilhá-los.

  • Objetivo

Seu objetivo profissional deve ser o mais claro possível. Por exemplo, se você está se candidatando a um cargo de consultoria, resuma sua frase dizendo “trabalhando na área de consultoria em comunicação”. É importante não mencionar metas pessoais, planos de carreira e sonhos.

  • Formação acadêmica

Você não precisa apresentar sua biografia acadêmica completa, mas apenas as informações mais recentes, tais como diplomas e graduações nas áreas apropriadas. Não se esqueça de informar se foram concluídos ou se estão em andamento.

  • Experiência de trabalho

Resuma suas experiências profissionais desde a mais antiga até a mais recente. Indique primeiro o nome da empresa, depois os anos de entrada e saída e o cargo que ocupou. Descreva brevemente suas atividades e realizações significativas durante este período. Tente não inserir mais de três linhas em cada experiência.

  • Cursos e qualificações

Informe todas as qualificações relevantes e diferenciais para o cargo ao qual você está se candidatando. As habilidades de informática, treinamentos na sua área e cursos de idiomas são altamente valorizados pelos empregadores. Se você é fluente em outro idioma, indique seu nível de fluência, que pode ser básico, intermediário ou superior.

Seja cuidadoso com fotos

Devo ou não colocar uma foto? Esta é uma das maiores perguntas para quem procura conselhos sobre como preparar um currículo. Alguns anos atrás, as empresas costumavam exigir que você anexasse fotos ao seu currículo, mas isso não é mais obrigatório.

Se o anúncio de emprego lhe pedir para enviar uma foto, tenha cuidado. Coloque uma foto de alta resolução com um fundo branco. Não envie selfies ou fotos casuais. Esta é sua imagem profissional para a empresa, portanto, mantenha-a formal. De preferência em um tamanho 3×4 para não “roubar” muito espaço em seu currículo.

Evite inserir pretensões salariais

Não inclua uma pretensão salarial em seu currículo. Uma pretensão muito alta pode fazer com que a empresa o rejeite antes da próxima etapa. Às vezes o anúncio de emprego já indicará quanto profissionais serão pagos por mês, mas se este não for o caso, é melhor falar pessoalmente com o recrutador durante a entrevista.

Cuidado com as redes sociais

As empresas utilizam as redes sociais para encontrar informações e perfis sobre seus candidatos. Portanto, você deve ter cuidado com o que você publica ou compartilha. Muitas plataformas, como o LinkedIn, são dedicadas exclusivamente a apresentações profissionais, networking e busca de emprego. Uma característica especial do site é a seção de recomendações, onde colegas, professores, ex-chefes e pessoas com quem você teve contato profissional podem dar uma boa recomendação para seu trabalho.

Lidando com a falta de experiência

Para quem procura sua primeira oportunidade profissional, uma das dicas mais importantes para preparar um currículo é enriquecê-lo com outras qualificações: estágios, cursos de idiomas, voluntariado, intercâmbios, especializações, seminários, treinamentos e outras habilidades. É melhor usar sua experiência universitária como um elemento diferenciador e deixar claro que você está procurando uma oportunidade para demonstrar todo o seu potencial.

Cuidado com os erros ortográficos

Os erros ortográficos são um dos elementos que decidem a rejeição de um candidato. As empresas não aceitam erros ortográficos ou pontuação incorreta. Para evitar ser rejeitado por um item tão simples, revise o texto inteiro uma, duas ou três vezes. Se necessário, peça ajuda a alguém com boa escrita e bom conhecimento linguístico. Ela também pode lhe ajudar a organizar melhor as informações e garantir que não haja erros em seu currículo.

Agora que você já sabe como montar um bom currículo, você tem uma boa chance de ser selecionado para uma entrevista de emprego.

Boa sorte.

Notícias

Deixe um comentário